Alexandre Apendino.

A Totvs investiu R$ 1,5 milhão para formatar 100 turmas de treinamentos online gratuitos para profissionais de TI, divididos em 25 temas diferentes, com uma programação já definida de agosto até dezembro. Ao todo, serão oferecidas 2 mil vagas.

A grade está pautada na linha de produtos da Totvs, com cursos de oito até 24h, incluindo temas como arquitetura e instalação, estoque, controle da produção, fluxo de caixa e introdução ao ERP. 

“Nosso objetivo é preparar esses profissionais para que consigam oportunidades reais de trabalho em futuras vagas dentro da própria Totvs, em parceiros, franquias ou nos cerca de 30 mil clientes que usam nossas soluções”, destaca Alexandre Apendino, diretor global de Vendas e Operações da Totvs.  

De acordo com Apendino, a Totvs “apostou no Brasil” e fez uma decisão por prescindir de receitas de cursos no curto prazo para colher benefícios a médio e longo, quando a economia reaquecer e os profissionais que se beneficiem dos cursos voltem para o mercado.

A Totvs fechou o primeiro trimestre do ano com uma receita líquida de R$ 563 milhões, uma alta de 0,5% frente aos resultados do mesmo período de 2017.

É um resultado abaixo do de 2017 como um todo, quando a empresa teve uma receita de R$ 2,2 bilhões, uma alta de 2% em relação aos resultados de 2016.

O resultado, no entanto, pode ser lido de uma maneira diferente, tendo em mente os planos da companhia de migrar para um modelo de receita recorrente, baseado em assinaturas mensais.

As receitas recorrentes aumentaram 5%, totalizando R$ 378,7 milhões e passando a representar 67,3% do total do trimestre, um ganho de 2,9 pontos percentuais frente ao ano passado.