Solução é usada por cerca de 7 mil médicos no Brasil. Foto: Pexels.

A Prontmed, empresa especializada em prontuários eletrônicos, acaba de obter dois novos sócios em rodada série B: os laboratórios Fleury e Sabin compraram, respectivamente, 18% e 12% da empresa. O valor dos investimentos não foi revelado.

De acordo com o site Brazil Journal, a empresa Prontmed nasceu após Wang Sen Feng, que havia migrado de Taiwan para São Paulo aos 14 anos, recebeu um convite para criar um prontuário eletrônico para a área de reumatologia do Hospital das Clínicas da cidade.

Até então, a instituição fazia tudo no papel e o projeto deu certo, com outras áreas do hospital também adotando a tecnologia. Em 1996, Feng transformou a ideia em negócio.

Hoje, a Prontmed é usada por cerca de 7 mil médicos em todo o Brasil e já registrou mais de 10 milhões de atendimentos, acumulando uma base de dados estruturados de mais de 2 milhões de pacientes.

“Para dar a melhor experiência, você precisa entender a fundo a cabeça e necessidade dos médicos e profissionais de saúde. Conseguimos isso porque passamos 20 anos aprendendo junto com o HC o que cada especialidade precisa”, contou Lasse Koivisto, CEO da Prontmed, ao Brazil Journal.

Além do Hospital das Clínicas, a empresa também tem no portfólio as instituições Sírio Libanês, ECare e Sociedade Paulista de Ginecologia e Obstetrícia.

Esta é a terceira captação da Prontmed. Em 2013, a startup fez uma rodada com a E.Bricks, 500 Startups e investidores-anjo como Romero Rodrigues, o fundador do Buscapé e hoje sócio da Redpoint eventures, e Hyung Mo Sung, o ex-CEO da Zurich Seguros.

Cinco anos depois, fez uma rodada bridge com os mesmos investidores para se preparar para a série B.

Com o novo investimento, os recursos devem ser utilizados para expandir a base de usuários e lançar um novo produto: um sistema de suporte para decisões clínicas que será agregado à plataforma.

A ideia é cruzar os dados que os profissionais colocam no prontuário com os protocolos de evidência e melhores práticas de instituições de renome. Com base nisso, o sistema poderá dar recomendações em tempo real do que o profissional pode fazer em cada situação.

Com o Fleury e o Sabin, a companhia quer se posicionar como uma provedora de dados estruturados, e não apenas um prontuário eletrônico.

Para ganhar escala, a Prontmed quer entrar em outros segmentos da saúde, como o de medicina ocupacional e home care. A meta é chegar a 30 mil médicos nos próximos cinco anos.

O Grupo Fleury tem mais de 90 anos de existência, atuando com medicina diagnóstica, operações diagnósticas em hospitais e de laboratório de referência. São mais de nove mil colaboradores e cerca de dois mil médicos, com mais de 200 unidades de atendimento.

Fundado em 1984, o Grupo Sabin está presente nas cinco regiões do país com cerca de 300 pontos de atendimento e conta com um portfólio de produtos e serviços nas áres de diagnóstico por imagem, vacinação, análises clínicas e check-up executivo.

Em 2018, o Grupo Fleury e Grupo Sabin iniciaram uma cooperação técnico-científica internacional. As empresas investiram de forma conjunta na Qure, venture capital e incubadora de startups na área de saúde que faz parte do fundo de investimento israelense Ourcrowd.