Cirurgião usa Glass durante procedimento. Foto: divulgação.

A Onofre Consulting, empresa de TI e mobile, e o Instituto Lubeck, clínica especializada em laparoscopia, realizaram na última sexta-feira, 25, a primeira cirurgia no Brasil com o auxílio do Google Glass.

O procedimento foi um colectomia, uma cirurgia de retirada parcial do cólon, e foi realizado no hospital São Camilo, em Salto, interior de São Paulo. O Google Glass foi utilizado pelo Dr. Miguel Pedroso, coordenador do Instituto Lubeck.

O uso do óculos teve dois objetivos. Pelo óculos, o cirurgião assistiu a vídeos de orientação do procedimento cirúrgico que estava realizando, comandados por voz, transmitiu e recebeu orientações de um médico a distância, através de um Hangout.

O experimento com o Glass faz parte do programa de treinamento "ColoLap", que visa ensinar novas técnicas em cirurgias colorretais laparoscópicas. O curso é composto de aulas práticas, teóricas e materiais didáticos em vídeo, que mostram passo-a-passo a realização de uma laparoscopia colorretal.

Segundo Pedroso, o resultado da experiência foi satisfatório, pois assistir aos vídeos do curso via Glass pode ser útil em casos em que o cirurgião ainda não está familiarizado com as técnicas e procedimentos cirúrgicos.

"Ter o material em vídeo facilmente acessível por comandos de voz traz segurança para os médicos na hora da operação", comenta o cirurgião.

A Onofre, empresa que cedeu o óculos para a ocasião, usou a experiência para ajudar a desenvolver uma aplicação específica para o uso de vídeos em procedimentos médicos.

O médico também aprovou o uso do Hangout. "Com ele, até sete médicos podem fornecer orientações em tempo real ao cirurgião que está realizando a operação", completa.

O Hangout da cirurgia foi feito entre os Drs. Miguel Pedroso, que estava operando, e Mauro Pinho, que orientava a cirurgia em outro local, cercado de alunos do curso.

O uso efetivo do Google Glass em uma cirurgia mostra o potencial desse wearable device. Apesar de ainda estar em fase de testes, diversos projetos na Medicina usando o Google Glass já começam a aparecer.

Por enquanto, o dispositivo ainda não está disponível no mercado, e é usado apenas por usuários convidados.