Kevin Guimarães pretende desenvolver um drone completo. Foto: divulgação

Um estudante do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) ficou em segundo lugar no concurso Intel Perceptual Challenge Brasil.

Kevin Guimarães, aluno da sexta fase de Sistemas Eletrônicos do Campus Florianópolis recebeu a premiação por desenvolver um braço que se move com os sensores do Kinect.

A proposta do desafio era sugerir ideias de interação e interatividade com a nova câmera da Intel, a Perceptual.

Como prêmio, ele recebeu um notebook e um celular, lançamentos da Intel, e participará das ações de marketing da companhia relacionadas à tecnologia.

Segundo o idealizador, com os aperfeiçoamentos necessários, o produto desenvolvido pode ser usado na Medicina, indústria e segurança do trabalho.

“A biblioteca (códigos que detectam a mão) ainda não foi lançada, já que a câmera também ainda não está no mercado. Mas, assim que for divulgada, vou poder aperfeiçoar e fazer também os movimentos das costas da mão”, explica Guimarães.

Na semana passada, o jovem de 21 anos subiu ao palco do evento de premiação para receber o reconheimento. Ele afirma já ter sido procurado por companhias e escolas de robótica.

“A maioria dos participantes representavam empresas e fizeram aplicativos para uso em videogames. Fiz a mão porque tenho o sonho de construir um drone completo, e achei que era um bom começo”.

O primeiro colocado foi Alexandre Ribeiro, com um aplicativo de jogo que simula a brincadeira de soltar pipa. Foram 103 inscritos, dos quais 30 foram selecionados para receber a câmera e desenvolver seus projetos em pouco mais de 30 dias.

Confira o vídeo da mão robótica em uso: