Obter apoio e receber experiências sobre a criação e fixação do Parque Tecnológico da PUC-RS. Este foi o principal objetivo da visita ao Tecnopuc realizada pelos integrantes do Conselho de Ciência e Tecnologia de Rio Grande ao Tecnopuc, nesta na quinta-feira, 05. A comitiva contou com representantes da prefeitura e câmara municipal, além de Seprorgs, Câmara de Comércio, Furg e Faculdades Atlântico Sul.

Durante a visita, o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da PUC, Jorge Luiz Audy, e o diretor da agência de gestão tecnológica, Ricardo Bastos, monstraram como o parque foi implantado. Segundo Audy, para a conclusão de um empreendimento semelhante em Rio Grande o maior desafio será integrar as empresas de TI da região na idéia de aderir ao mesmo. "Outro fator fundamental para o sucesso da tecnópole é o apoio do governo. Sem este incentivo não se pode desenvolver nada", frisou o pró-reitor.

Para o coordenador do projeto e delegado de Rio Grande do Seprorgs, Jonas Gibbon Costa, a comitiva teve “uma oportunidade única” de conferir de perto como foi feita toda a estruturação e como surgiram as incubadoras do parque tecnológico na PUC. "Nosso projeto será focado no empreendedorismo e na pesquisa. Em relação ao poder público, estamos bem avançados nas negociações", informa Costa. O pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da FURG, Luiz Eduardo Maia Nery, também saiu otimista da visita. "Após o encontro, percebemos que existe uma grande viabilidade no nosso projeto. A meta é integrar as universidades e as empresas locais, conforme salientou Audy”, comenta Nery.