Tamanho da fonte: -A+A

O secretário de Ciência e Tecnologia, Pedro Westphalen, colocou seu cargo à disposição da governadora Yeda Crusius nesta quarta-feira, 14.

Westphalen tomou a decisão devido ao posicionamento de seu partido, o PP, que foi contrário ao aumento das alíquotas do ICMS proposto pelo Executivo. Durante a semana, a governadora já havia dito que os partidos da base governista que votassem contra deveriam entregar seus cargos.

Passagem relâmpago pela Softsul

Nesta mesma tarde, a assessoria de Westphalen havia divulgado a entrada de Westphalen no conselho de administração da Softsul, na condição de representante do governo. Com a provável demissão do secretário, o cargo fica novamente vago.

Passagem polêmica pelo SCT
As relações de Pedro Westphalen com o setor de TI nos oito meses em que comandou a secretaria de Ciência e Tecnologia foram no mínimo conturbadas.

Em maio, o chegou sofrer críticas públicas da parte do presidente do Seprorgs, Renato Turk Faria, que verbalizou durante um Mesas Redondas de abril comentários que já circulavam em conversas de bastidores reprovando a distância que o secretário mantinha das entidades representativas.

Depois do incidente, Westphalen buscou uma reaproximação com a TI, cujos representantes foram os primeiros a receber uma minuta da futura Lei de Inovação do RS para avaliação, em maio. Semanas atrás, o secretário foi eleito gestor público do ano pela Agadi.