Tamanho da fonte: -A+A

O ministro Antonio Palocci (Fazenda) respondeu, nesta quarta-feira, 16, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, às críticas da colega Dilma Rousseff (Casa Civil) sobre a condução da política econômica do governo. “Nós não estamos enxugando gelo como alguns acreditam. Nós estamos trabalhando com afinco em cada um dos pontos que são fundamentais para esses resultados”, afirmou.

Palocci – que adiantou seu depoimento em uma semana devido à inquietude demonstrada pelo mercado na segunda, 14 - também defendeu sua posição de reduzir as despesas correntes do governo por um período longo, projeto considerado "rudimentar" por Dilma. "Disse à Dilma que ela estava errada", afirmou ele, ressaltando que não considerava necessário tornar esse debate público, mas que o tema foi trazido à tona pela ministra.

O ex-prefeito de Ribeirão Preto aproveitou também para elogiar as políticas econômicas dos antecessores de Lula e para negar que o PT tenha recebido dinheiro do governo cubano, das Farc (Forças Armadas Revolucionárias Colombianas) ou de empresários angolanos, em uma referência a série de denúncias veiculadas pela imprensa nos últimos meses.