Tamanho da fonte: -A+A

A Acate – Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia acaba de lançar um sistema para cadastro de vagas pelas empresas e currículos pelos candidatos.

O objetivo é ser referência para as empresas na busca por profissionais e ajudar a suprir o deficit de mão de obra qualificada. Com o crescimento anual de 20 a 30% do mercado tecnológico catarinense, o contigente de estudantes com formação superior e técnica não supre a demanda.

O pólo tecnológico catarinense abrange duas mil empresas, sendo 450 só na capital.  De acordo com o presidente da Acate, Rui Gonçalves, atualmente 20 mil empregos diretos são gerados no setor e, para cada um deles, outros 15 indiretos são criados.

"Técnicos programadores são os profissionais mais requisitados. Só na Grande Florianópolis, aproximadamente 100 vagas estão em aberto para o setor de TI", destaca Gonçalves.

O cadastro é gratuito, tanto para empresas como para profissionais, e pode ser realizado no site da entidade.