A SAP venceu a disputa para ser o novo ERP da Randon, empresa gaúcha que controla oito negócios nos segmentos de implementos rodoviários, ferroviários, veículos especiais, autopeças, sistemas automotivos e serviços.

A informação foi passada ao Baguete Diário por fontes de mercado e confirmada pela empresa por meio da sua assessoria de imprensa. Ainda não está decidido que consultoria será responsável pela implementação do software de gestão.

O contrato deve ficar entre as grandes do mercado, como Accenture, IBM e Deloitte, que já disputaram o projeto do Sicredi neste ano. Na ocasião, ganhou a Accenture. A Randon teve receita bruta de R$ 2,63 bilhões nove primeiros meses de 2009.

A troca do ERP da Randon foi adiantada pelo gerente de Tecnologia da empresa, Carlos Roberto do Nascimento, em entrevista concedida ao Baguete em junho. Na ocasião, o executivo adiantou que a disputa ficaria entre Infor, Oracle e SAP.

Hoje, as empresas do grupo Randon usam dois ERPs diferentes: o Baan, da Infor, e uma solução Datasul em uso somente na Fras-le. A mudança do sistema de gestão é o maior projeto de Nascimento na companhia, onde ingressou em fevereiro.

A vinda do executivo fez parte da decisão de unificar a TI do negócio, antes comandada por cada empresa em separado.  O catarinense tem  20 anos de experiência em empresas como Bunge, Weg e Whirlpool, todas as três usuárias de ERPs SAP.

Luiz Paulo Wenzel, que antes dirigia a TI da Randon Implementações, passou a ser coordenador de Soluções de TI, enquanto Vanderlei Antonio Três, que exercia o mesmo cargo na Fras-le é o coordenador de Tecnologia e Operação de TI.

Os cerca de 80 colaboradores de TI da companhia, a maior parte antes ligada à Randon Implementos ou à Fras-le, agora estão concentrados no mesmo local no bairro Interlagos, em Caxias. Os data centers das duas empresas foram unificados.