"Estamos muito felizes, a guerra valeu à pena".

É o que revela Guilherme Finotti, 17 anos, portador de paralisia cerebral que, após meses de luta para realizar a prova do Enem, classificou-se em 1° lugar no curso de tecnologia em Sistemas para Internet do Centro Universitário Feevale.

Na classificação geral do vestibular da instituição de ensino, o jovem obteve a 9ª colocação, o que lhe garantiu uma bolsa integral do Programa Universidade para Todos – ProUni.

Além disso, entre os candidatos que concorreram a bolsas na Feevale, Finotti obteve a 3ª nota mais alta, ficando atrás apenas de um estudante de Biomedicina e um de Direito.

“Sabíamos que o Guilherme tinha potencial e por isso nos dispusemos a enfrentar as dificuldades. Agradecemos a todos que nos apoiaram, ao Ministério Público e principalmente à imprensa, que teve um papel fundamental na nossa conquista”, declarou a mãe do jovem, Eunice Finotti, fazendo menção à batalha de quase nove meses.

Após cursar o técnico de informática e os ensinos fundamental e médio utilizando um computador adaptado como meio de comunicação, Finotti foi impedido pelo Inep (Instito Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão responsável pela Enem, de usar o equipamento na prova.

A não realização do exame impedia o jovem de pleitear vaga nas universidades que adotassem o exame como ferramenta de seleção, além de acabar com a chance de concessão de bolsa de estudos.

Desde maio, a família de Finotti vinha tentando a inclusão do filho no Enem, tendo sido comunicada da autorização do Inep em meados de novembro.

O calouro obteve média 6,6 no exame, um bom resultado diante da média nacional fixada em 4,7. “Ele provou ao MEC e a todos que tinha condições e que por pouco não foi privado de cursar a faculdade”, desabafa Eunice.

O início das aulas está previsto para a quinta-feira, 25, ocasião em que a família do jovem aguarda pela autorização do MEC para que seja efetuada a matrícula.

Um longo caminho

A batalha de Guilherme Finotti para realizar o Exame Nacional do Ensino Médio foi destaque no Baguete Diário.

As matérias podem ser conferidas na íntegra nos links relacionados abaixo.