Tamanho da fonte: -A+A

De acordo com o estudo Predictions 2005 - IT Spending in Latin América, da consultoria IDC, este ano deve ser bom para o setor de TI, seguindo o embalo de 2004, quando houve um crescimento de 14% nos gastos com tecnologia. O relatório, feito por 71 analistas e consultores espalhados pela América Latina, aponta algumas tendências principais:

As empresas investirão em soluções de segurança, em vez de produtos específicos, não apenas soluções contra vírus e hackers. A necessidade de um ambiente seguro levará a gastos crescentes em áreas que incluem hardware e software de armazenamento e software de gerenciamento de sistemas, entre outras.

Deve ser o ano das pequenas e médias organizações. As soluções para esse nicho serão bastante diferentes em termos de preço e acessibilidade. A oferta para os clientes, independentemente de onde estejam, aumentará as oportunidades para os integradores e consultores.

O mercado de computadores de mão continuará a crescer de forma significativa, contrariando as tendências globais. Como os latino-americanos são mais sensíveis a preço e dispositivos convergentes são ainda considerados caros na região, os gastos com handhelds mais simples seguirão a crescer.

A busca dos fornecedores pela especialização em segmentos verticais também será uma das características de 2005. Os fabricantes de tecnologia investirão em parcerias estratégicas, e continuarão a lançar produtos focalizados em segmentos de indústria.

Em telecomunicações, o controle dos gastos e a queda de preços correrão junto à inovação de serviços. Telefonia IP, convergência e comunicações wireless se expandem rapidamente na região em 2005. O padrão GSM começará a dominar a base de assinantes em muitos países da América Latina.