Tamanho da fonte: -A+A

O número de usuários de telefonia móvel que trocarão de operadora depois que a portabilidade numérica for aprovada no Brasil não deverá superar a casa dos 5%. A previsão é do diretor da 3G Americas para a América Latina, Erasmo Rojas. Em entrevista ao site IT Web Direct, ele destaca como inibidores do processo o custo repassado ao cliente que deseja fazer a migração e a obrigatoriedade de seu comparecimento físico à empresa no ato do pedido.

Ainda de acordo com Rojas, a portabilidade trará para o Brasil um “novo cenário de telecomunicações, mais equilibrado entre as operadoras e com benefícios para o consumidor”. O executivo aponta que a aprovação da migração de clientes entre as concessionárias de telefonia representa flexibilidade, ou seja, torna o usuário o dono de seu número de telefone – o que, até agora, é privilégio da operadora.

Confira a entrevista completa pelo link relacionado abaixo.