O novo ministro das Comunicações, José Artur Filardi Leite, tomou posse nesta quarta-feira, 31, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

Filardi ocupará o cargo no lugar de Hélio Costa, que liderava o ministério desde 2005 e sai da pasta para concorrer ao governo de Minas Gerais.

O novo ministro era chefe de gabinete de Hélio Costa há cinco anos. Entre 2001 e 2004 foi secretário de administração de recursos humanos e secretário de governo da prefeitura municipal de Barbacena (MG). No ano seguinte, assumiu o cargo de assessor parlamentar no senado.

Mudanças nas pastas
Além de Filardi, outros nove ministros serão empossados por Lula nesta quarta-feira, em substituição aos titulares que deixam os cargos para disputar as eleições de outubro.

A secretária executiva Erenice Guerra substitui a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, enquanto que o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Wagner Rossi, assume a Agricultura no lugar de Reinhold Stephanes, que concorrerá a uma vaga na câmara dos deputados.

No Desenvolvimento Social, Patrus Ananias será substituído por Márcia Lopes; os ministros dos Transportes, Alfredo Nascimento, e da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, deixam em seus lugares os secretários-executivos Paulo Passos e João Santana, respectivamente.

Já os ministros de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), e da Previdência, José Pimentel (PT), que irão disputar o senado, serão substituídos pelos secretários executivos Márcio Zimmermann e Carlos Gabas.

Carlos Minc sai do Ministério do Meio Ambiente para tentar uma vaga de deputado estadual pelo Rio, e no seu lugar fica a secretária executiva Izabella Teixeira. E o secretário adjunto da Secretaria Especial de Políticas e Promoção da Igualdade Racial, Elói Ferreira, substitui Edson Santos, que irá concorrer como deputado federal.

Ainda falta definir seu destino o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, que deve ser reunir nesta quarta-feira, 31, com o presidente Lula.