A Diebold Brasil fechou um contrato com o Banco Santander para entrega de dois mil caixas eletrônicos modelo 4500.

Os novos equipamentos serão utilizados para expandir a rede de autoatendimento do banco no Brasil, que hoje conta com 18,3 mil máquinas em funcionamento.

Segundo João Abud Junior, presidente da Diebold no país, o processo de avaliação e certificação de fornecedores do Santander é rigoroso e feito por meio de testes aplicados por diferentes áreas do banco, como produção, segurança e infraestrutura.

“Tudo é coordenado pela Produban, empresa pertencente ao Grupo Santander”, conta o executivo.

Conforme dados divulgados pelo próprio grupo, o Santander é o terceiro maior banco privado do Brasil em ativos totais - R$ 407 bilhões em junho de 2011 -, com mais de nove milhões de contas correntes ativas e cerca de 24 milhões de clientes na carteira.

O banco também disponibiliza, no país uma rede formada por mais de 3,7 mil agências e PABs, além do parque de ATMs.

Globalmente, o Grupo Santander tem sede em Madri, Espanha, e em junho de 2011 encerrou com 14.679 agências, em torno de 191 mil funcionários e mais de 100 milhões de clientes.

Já a Diebold Brasil tem, conforme Abud Júnior, cerca de 60% de market share no segmento local de autoatendimento bancário.

A companhia, eleita este ano, pela quarta vez, como a melhor do Brasil no segmento Indústria Digital, pelo ranking Melhores e Maiores da Revista Exame, pertence à Diebold, Incorporated, que tem matriz em Canton, EUA, e emprega cerca de 16 mil funcionários em 90 países.

No Brasil, a sede fica em São Paulo.

Ao todo, a operação local da Diebold conta com 3,2 mil colaboradores, atuando não apenas em automação bancária, mas também para os segmentos de indústria, comércio, governo, saúde e utilities.

A companhia foi a responsável, por exemplo, pela fabricação das urnas eletrônicas utilizadas nas eleições de 1998, 2000, 2004, 2006, 2008 e 2010 no país.