A Positivo Informática divulgou nesta quarta-feira, 02, lucro líquido de R$ 95,6 milhões no ano de 2010, queda de 25,2% em relação a 2009.

Já a receita líquida da fabricante paranaense de computadores cresceu 7,1% no ano, somando R$ 2,3 bilhões, mas o dado não foi suficiente para animar os investidores: com a divulgação dos resultados, as ações ordinárias da companhia caíram 4,4%, para R$ 9,29.

Dado negativo, mas não novo para a Positivo, que nos últimos 12 meses amarga queda de 50% nos papéis ordinários.

O volume de vendas, no ano passado, cresceu 11,3%, registrando 1,980 milhão de unidades de computadores vendidos no período.

O presidente da empresa paranaense, Hélio Bruck Rotenberg, no entanto, mostrou confiança.

Em conferência realizada nesta quarta-feira, 02, o executivo afirmou que, apesar dos resultados ruins, a empresa está satisfeita “pois o objetivo era recuperar o market share”, o que aconteceu: no 4T10, a Positivo teve 15,1% de participação de mercado, aumento de 1 p.p. sobre o trimestre anterior.

Ainda segundo Rotenberg, a perspectiva da companhia é voltar a demonstrar resultados animadores no primeiro trimestre deste ano.

Uma das apostas é a recente entrada no mercado de tablets.

“O tablet é uma nova categoria e estamos nos preparando de maneira especial. Queremos ser líder desse mercado no Brasil”, destacou Rotenberg.