Dezoito alunos da Unisinos embarcarão no primeiro semestre para bolsas de até um ano em universidades da Coreia do Sul.

 
O maior grupo é de estudantes das engenharias, incluindo dois da Computação, mas também participam alunos da Geologia, Jogos Digitais, Gestão para Inovação e Liderança, Biologia e Design.
 
O valor das bolsa é de U$ 870 que serão pagos trimestramente pelo governo brasileiro, através do programa Ciência sem Fronteiras. Estão contemplados ainda as mensalidades, as passagens aéreas, o auxílio instalação e o seguro saúde.
 
As universidades coreanas são a Sogang University, Universidade de Ciência e Tecnologia de Pohang (Postech), Kaist e Sungkyunkwan University (SKKU). Em agosto, mais dois alunos iniciam as aulas na Seoul National University (SNU). 
 
“Esse intercâmbio é de grande importância para a para a Unisinos, tendo em vista a aproximação com empresas e com o governo coreano e, principalmente, consolidando as parcerias que os professores que estiveram nesse país no início de 2011 criaram”, aponta o gerente de graduação tecnológica da Unisinos Cláudio Senna Venzke. 
 
Ao longo de 2011, a universidade de São Leopoldo mandou seis professores para cursos de pós-doutorado nesta área da tecnologia. 
 
A movimentação era parte das medidas preliminares para a implantação do Instituto Tecnológico de Semicondutores da Unisinos, um investimento de R$ 4,5 milhões da universidade que abriga temporariamente a operação da joint-venture coreano brasileira HT Micron, que está investindo R$ 200 milhões em uma fábrica no campus.