Fazer frente ao avanço do Android e às recentes movimentações por trás da plataforma é a missão do iPhone 4S – novo modelo do smartphone da Apple lançado nessa terça-feira, 04.

Com o mesmo design do antecessor, o novo aparelho tem suas principais mudanças por dentro.

A câmera e o processador ganharam um upgrade. Agora, as imagens serão capturadas em 8MP, e o A5 (processador desenhado pela empresa) está duas vezes mais rápido.

Na parte gráfica, o processamento acelerou sete vezes, promete a Apple.

Além disso, o modelo bem com as tecnologias CDMA e GSM, capacidade de captura de vídeo em 1080p, integração com o serviço na nuvem iCloud e uma plataforma de reconhecimento de voz.

Os modelos custarão US$ 199 (16 GB), US$ 299 (32 GB) e US$ 399 (64 GB). Com as vendas do iPhone 4S, o modelo anterior sairá por US$ 99 (8 GB) e o 3GS de graça, com contrato, nos Estados Unidos.

As vendas no mercado norte-americano se iniciam em 14 de outubro.

Na mesma data, os clientes no Canadá, Austrália, Reino Unido, França, Alemanha e Japão também poderão comprar o novo iPhone. A pré-venda se inicia cinco dias antes.

O segundo lote de comercializações será em 24 de outubro, com outros 22 países. Brasil não está nessa lista, restando esperar para entrar entre os 70 países que receberão o aparelho até o final do ano.

Conforme previstos por especialistas, o iPhone 4S estará disponível em mais operadoras no seu lançamento – 100 até o final do ano.

A estratégia seria uma tentativa de quebrar o recorde de vendas, de 1,7 milhão, no primeiro dia, e de chegar a novos mercados com o smartphone, nas suas várias versões.

Sucesso de vendas, que atingiu mais de 20 milhões de unidades vendidas no trimestre, terminado em 25 de junho, com o último modelo, o iPhone enfrenta forte concorrência dos aparelhos com o Android, do Google.

Dados da consultoria Gartner apontam a liderança do Android nos smartphones até 2015.

No primeiro trimestre, o Android possuía 36% do mercado mobile, enquanto que a Apple somava 16%, atrás do Symbian, da Nokia, com 27,6% de participação.

Além do novo iPhone, a Apple lançou o iOS 5 (nova versão de sua plataforma móvel, compatível com o iPhone 4 e o 3GS) e o serviço na nuvem iCloud.