Tablets serão impulsionados pelo iPad até 2015, prevê Forrester Research

Nova previsão da empresa de pesquisas de mercado Forrester Research indica que 33% dos norte-americanos online terão um tablet até 2015.
O principal impulsionador da adesão aos portáteis será o iPad, da Apple, atual líder de mercado.

Segundo o novo estudo, o número total de tablets vendidos apenas em 2015 será de 44 milhões. Em 2010, a empresa calcula que foram comercializadas 10,3 milhões de unidades.

E em 2011, espera-se a venda de 24,1 milhões.

Somadas as vendas, deverão ser 82,1 milhões de tablets nas mãos de consumidores dos Estados Unidos nos próximos quatro anos – contra 59 milhões previstos no meio de 2010 pela mesma empresa.

A revisão da perspectiva para os próximos anos se deu principalmente por uma nova percepção do mercado.

Em junho de 2010, a Forrester acreditava que os tablets seriam substituídos na mesma velocidade que os computadores pessoais. Agora, espera-se que os proprietários de tablets atualizem seus dispositivos com uma frequência semelhante à que se troca de celular ou MP3 player.

“Percebemos que o tablet é muito mais um aparelhos de estilo de vida do que de produtividade”, escreve a analista Sarah Rotman Epps no blog da Forrester.

Sobre a concorrência com outras marcas, a Forrester acredita que RIM, Android, Nokia e outros players do mercado mobile, ainda ficarão atrás da Apple até 2015, apesar dos lançamentos.

“A maioria dos donos da primeira geração do iPad deve migrar para a segunda, esperada para 2011, deixando os aparelhos antigos para os filhos pequenos, por exemplo. O primeiro iPad vai ser o aparelho que se dá para as crianças se distraírem no banco de trás do carro”, prevê Sarah.