Mercadante repromete os tablets para dezembro

Segue o vai e vem da data de início da produção de tablets no Brasil.

Agora, o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, antecipa de 2012 para dezembro de 2011 a produção do iPad em solo brasileiro.

Segundo Mercadante, a fábrica para produção do tablet da Apple já está em construção em Jundiaí (58 km de SP) e engenheiros brasileiros estão sendo sendo treinados nos países onde já é feita a montagem do equipamento.

Mercadante também disse que a partir deste mês a empresa Foxconn começará a produzir smartphones e iPods, e que o governo está em busca de parceiros para fornecer à indústria.

Conforme a Folha de S. Paulo, Mercadante também declarou que Samsung, Motorola, Semp Toshiba, Positivo e Aox já estão produzindo tablets – leia as matérias “Catarinense Aiox lançará tablet em outubro” e “Positivo: tablet classe média em setembro”, nos links abaixo.

Do início da produção no Brasil depende o barateamento dos tablets exigido pela presidente Dilma Rousseff no início do governo.

Ao longo do primeiro ano de gestão, Mercadante e outros membros do primeiro escalão, como o ministro das comunicações, Paulo Bernardo, fizeram esforços junto à indústria para baixar os preços.

Entre as contrapartidas do governo estão isenções de impostos, como IPI e PIS/Cofins.

Somou-se aos esforços o anúncio do investimento de US$ 12 bilhões da Foxconn – montadora do iPad na China – para iniciar uma operação no Brasil. Promessa feita à própria Dilma no segundo trimestre.

Pelos cálculos do planalto, os preços dos tablets deverão baratear em até 40%.

Desde maio, o iPad made in Brazil já passou por vários adiamentos. Em princípio, a produção se iniciaria em julho. Depois, em setembro. O último prazo era 2012, até as declarações do ministro nessa segunda-feira, 05.

Os motivos dos atrasos envolvem obras em Jundiaí e qualificação de mão de obra.