Tamanho da fonte: -A+A

A Texas Instruments Incorporated anunciou nessa quinta-feira, 07, a aquisição da National por US$ 6,5 bilhões. A compra une duas gigantes da indústria de semicondutores analógicos – juntas, as empresas somam receitas anuais de US$ 15 bilhões.

O valor representa US$ 25 por ação da National. Os conselhos de administração de ambas as companhias aprovaram por unanimidade a transação.

Segundo Rich Templeton, CEO da Texas Instruments, a aquisição busca fortalecer a empresa.

“A National tem uma excelente equipe de desenvolvimento, e seus produtos combinados aos nossos podem oferecer aos clientes um portfólio incomparavelmente”, disse Templeton.

Don Mcleod, CEO da National, concorda: “nossas duas empresas complementam-se muito bem”.

Unidos, os catálogos da Texas e da National chegam a 42 mil produtos analógicos. Com o fechamento da transação, a National torna-se parte do segmento analógico da Texas, e as vendas de semicondutores analógicos passarão a representar cerca de 50% da receita da Texas Instruments.

A empresa também irá se beneficiar das operações de manufatura da National, localizadas no Maine (EUA), na Escócia e na Malásia, que passarão a ser operadas pela Texas Instruments.

A sede da National permanecerá em Santa Clara, na Califórnia (EUA).

Os acionistas da National receberão US$ 25 em espécie por cada ação ordinária da National em seu poder no momento do fechamento. A Texas Instruments espera financiar a transação com uma combinação de reservas existentes em espécie e dívidas.

O mercado para semicondutores analógicos foi avaliado em US$ 42 bilhões em 2010.

A Texas Instruments é a líder do mercado com uma receita de US$ 6 bilhões provenientes somente de produtos analógicos em 2010, e fatia de 14% do mercado.

Já a National teve receita total de US$ 1,6 bilhões, respondendo por 3% do mercado, no ano-calendário 2010.