Tamanho da fonte: -A+A

 

A OKI Printing Solutions, multinacional especializada em soluções de impressão, lança no mercado brasileiro uma nova tecnologia que promete melhor qualidade nos materiais impressos e maior compactação dos equipamentos.

Desenvolvido pela OKI Digital Imaging, que integra a OKI Group, o sistema LED reduz em 22% a espessura dos chips e, segundo a empresa, proporciona maior fidelidade na reprodução de imagens e cores.

A empresa foi a primeira empresa a conseguir utilizar a tecnologia EFB em escala produtiva para a manufatura de LEDs. Com isso, é capaz de produzir componentes eletrônicos menores, resultando em pentes de LEDs para a impressão com a metade do volume dos convencionais.

O novo sistema também reduz o consumo de matéria prima, afirma a OKI.

Como funciona
O sistema convencional de LED é composto por um diodo, que inclui um ânodo (pólo negativo) e um catôdo (pólo positivo), que permitem a circulação da corrente em um único sentido para emissão do feixe de luz.

A tecnologia EFB (Epi Film Bolding) permite que a estrutura do diodo de LED seja formada por três terminais, um ânodo e catôdo, como no convencional, e uma porta adicional, que controla a liberação da corrente que possibilita a função de comutação do feixe de luz.