O Banrisul prepara uma revolução no mercado financeiro gaúcho para os próximos quatro anos. Ao longo do período, o banco vai trocar todos os três milhões de cartões dos seus correntistas por smart cards, mudança que aumenta muito a segurança das operações e abre diferentes possibilidades na área de certificação digital.

A compra dos novos cartões será feita por pregão eletrônico na sexta-feira, 21. O preço máximo que o Banrisul estipulou é R$ 10 por unidade – um investimento total de R$ 30 milhões – mas a expectativa é que a disputa entre os diferentes concorrentes derrube muito o preço, segundo o vice-presidente do banco, Rubens Bordini.

“Os primeiros cartões devem estar na rua já em abril”, adianta Bordini. Segundo o executivo, a principal vantagem do smart card é a possibilidade de portar certificados digitais, como o que está sendo preparado pelo governo gaúcho. “O cidadão vai poder assinar documentos em casa com o cartão”, exemplifica o vice-presidente.

Além do certificado digital, o cartão pode rodar outras aplicações, como moedeiros virtuais, que permitem carregar créditos que são descarregados ao comprar produtos em uma máquina de rua, por exemplo. “A quantidade de aplicações que podem ser desenvolvidas é muito ampla”, garante Bordini.