A chegada de uma prototipadora 3D marcará o início da primeira fase de constituição de um Fab Lat no Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

Com o equipamento, instalado nesse mês, será possível fabricar peças para testes no próprio local, em escala não industrial.

Os objetos são produzidos a partir de modelos computadorizados desenvolvidos em softwares que permitem a criação de moldes em 3D.

Segundo o gerente substituto da Intec, unidade no Tecpar onde o equipamento está instalado, Jorge Takeda, a máquina também servirá às demais incubadoras do estado.

“É possível fazer toda a parte de plástico de um novo produto, com definição de design, ajuste e encaixe com conceito avançado”, afirma Takeda.

No caso de empresas que usavam serviços de outros fornecedores, a novidade deverá facilitar os testes e a criação de protótipos, opinam empresários. Alguns, precisavam fazer protótipos no exterior.

“Nós tínhamos a dificuldade de custo e tempo com importação, que podia levar de uma semana a um mês, mas agora ficará fácil com a produção dos protótipos aqui no mesmo prédio onde a nossa empresa está instalada”, diz Gustavo Emmendoerfer, sócio-gerente da EngeMOVI.

A empresa de Emmendoerfer desenvolve robôs para uso em ambientes industriais.

A prototipadora foi adquirida por meio de projeto da Rede de Incubadoras do Paraná apresentado ao Programa Nacional de Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos (PNI 2009), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Não foi divulgado o valor do equipamento.