A Perto investiu US$ 9 milhões para montar um departamento de produção de máquinas POS, usadas para pagamentos de contas com cartões de crédito e débito.

De acordo com informações da Computerworld, a empresa gaúcha tem capacidade de produção de 100 mil terminais por ano e já fechou um contrato de venda de 20 mil unidades para uma grande rede do varejo.

A expectativa de faturamento da Perto para 2010 é de R$ 340 milhões, um crescimento de 26%. A linha POS deve responder por 7% da receita no ano.