Antes de morrer, Steve Jobs deixou planos para mais quatro anos de produtos para a companhia.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, o ex-CEO e cofundador da empresa estava preocupado em salvaguardar a marca e o seu legado.

Além disso, ele “lutou duro” para aprovar a construção de uma nova unidade na Califórnia (Estados Unidos), com capacidade para acomodar 12 mil colaboradores em Cupertino. Ele foi visto na cidade em junho, negociando o projeto.

De acordo com o jornal, que cita fontes não identificadas na Apple, Jobs deixou detalhes de atualizações nos produtos das linhas iPod, iPad, iPhone e MacBook.

Tudo para garantir que os modelos sigam na linha de frente da tecnologia.

Morto na quarta-feira passada, 05, Steve Jobs tinha câncer pancreático. Seu falecimento comoveu fãs da marca ao redor do mundo, aumentou as encomendas de sua biografia autorizada em 44.000% e valorizou as ações da empresa em US$ 670 milhões.

O falecimento ocorreu, também, um dia depois do lançamento do iPhone 4S, bastante aguardado, e uma frustração para os que esperavam mudanças radicais no design do produto.

As principais mudanças ocorreram dentro do chassis, com processamento de dados e imagem acelerado, algumas alterações no design das antenas e recursos de reconhecimento de voz.

Leia a matéria completa do Daily Mail (em inglês) nos links relacionados abaixo.