Apesar das investidas do Android 3.0 e de fabricantes como Motorola e Samsung no mercado de tablets, o domínio deve seguir nas mãos da Apple, ao menos até 2015, diz a consultoria Gartner.

Relatório divulgado nessa segunda-feira, 11, indica que a expectativa é da venda de 70 milhões de tablets em 2011, aumentando para 108 milhões em 2012. Em 2010, a consultoria apurou a venda de 17,6 milhões de tablets.

De acordo com os números da empresa, a participação de mercado da Apple vai gradualmente declinar para 47% em 2015 ante 69% este ano.

Já a fatia do Google vai crescer de 20% para 39% no período.

O sistema operacional Android, do Google, surpreendeu no mercado de celulares inteligentes e deve se tornar a principal plataforma do segmento este ano. A empresa também surge como a única solução viável para fabricantes de tablets que não possuem seus próprios sistemas operacionais.

Correndo por fora, o QNX, da Research in Motion (RIM), usada no futuro tablet PlayBook, ficará na terceira posição no mercado este ano, com uma fatia de 5,6%.

O Gartner considera que essa parcela deverá crescer para 10% em 2015.

A Apple estimou que vendeu cerca de 1 milhão de iPad 2 no primeiro fim de semana de lançamento nos Estados Unidos no início do mês passado.

Em comparação, a rival mais próxima da empresa em hardware, a Samsung Electronics pode ter vendido número similar de tablets Galaxy nos últimos três meses.