BMC: mainframe ainda é forte

11/10/2011 09:10

O mainframe não apenas segue sendo uma tecnologia forte entre empresas de todo o mundo, como também deverá se beneficiar de tecnologias como as de acesso móvel e cloud computing nos próximos anos.

Tamanho da fonte: -A+A

O mainframe não apenas segue sendo uma tecnologia forte entre empresas de todo o mundo, como também deverá se beneficiar de tecnologias como as de acesso móvel e cloud computing nos próximos anos.

É o que indica uma Pesquisa da BMC Software, segundo a qual o mainframe é tido pela maioria dos entrevistados como “uma plataforma fundamental para o centro de dados híbrido”.

No estudo, 93% dos entrevistados disseram esperar maior crescimento ou constância do mainframe nos próximos anos.

Além disso, outros 62% esperam aumentar a capacidade global do mainframe – índice que ficava em 56% na edição de 2010 do levantamento.

Na pesquisa de 2011, 47% dos entrevistados também afirmaram que novas cargas de trabalho e novos aplicativos de negócios têm contribuído para o crescimento do mainframe, especialmente as que auxiliam na redução de custos.

“Atualmente, a necessidade de flexibilidade da TI é mais crucial do que nunca, e as empresas estão usando mainframes, sistemas distribuídos, ambientes de nuvem e mais para executar suas operações de TI”, destaca Rich Ptak, principal analista da Ptak, Noel & Associates, comentando a pesquisa.

Segundo o especialista, os resultados do estudo da BMC mostram que as empresas não se interessam, na maioria, por abandonar o mainframe, mas sim por encontrar novas formas de integrá-lo a seus centros de dados futuros.

"Esta plataforma continua a ser a primeira e melhor escolha para uma segura e confiável computação de alto volume", garante Ptak. “No entanto, é a capacidade de integrar com confiabilidade, segurança, capacidade e valor de negócio comprovado, em um centro de dados híbrido ou à estratégia de nuvem, que fará dele um diferencial para as organizações”, completa.

Na pesquisa da BMC, os entrevistados também ressaltaram a simplificação da gestão de toda a empresa como prioridade de característica para data centers, baseados em mainframe ou não.

Para 64% dos entrevistados, soluções unificadas para monitoramento e gerenciamento de eventos em sistemas mainframe e distribuídos são prioritárias.

Já 61% e 55%, respectivamente, dizem a mesma coisa sobre o gerenciamento de mudanças e a gestão de carga.

Para fazer a pesquisa, a BMC entrevistou mais de 1,3 mil usuários de mainframe em todo o mundo.

Mais da metade das empresas participantes do estudo (52%) tem receitas superiores a US$ 1 bilhão.
 

Veja também

Mainframe, longe da aposentadoria

Os mainframes ainda estão longe da aposentadoria.

Segundo a 5ª Pesquisa Mundial Anual com Usuários de Mainframe, da BMC Software, 60% dos entrevistados indicaram que o mainframe vai atrair novas cargas de trabalho durante o próximo ano.

Outros 84% dos entrevistados esperam ver crescer o uso constante de MIPS na plataforma, cifra que se mantém estável ao longo dos últimos anos.  

IBM: mainframe por R$ 520 mil

A IBM acaba de lançar o z114.

Vendido por R$ 520 mil e focado para empresas de médio porte, o mainframe é o mais barato já lançado pela Big Blue.

O lançamento baseia-se no conceito de Smarter Computing, que prevê a otimização de recursos e centralização de diversas tecnologias em um único sistema.

Veratis compra Factor e cria divisão mainframe

A Veratis Technologies adquiriu a Factor Solutions e, com isso, acaba de criar uma divisão focada em mainframe, área de especialização da companhia adquirida.

Foi a segunda compra da Veratis em pouco mais de três meses.

Tivit: R$ 10 mi em novo mainframe da IBM

A Tivit, especializada em serviços integrados de TI e BPO, acaba de adquirir o zEnterprise System, novo mainframe da IBM lançado no fim de julho passado. Conforme dados próprios, a empresa foi a primeira da América Latina a comprar a máquina, com investimento de aproximadamente R$ 10 milhões.

Mainframe: CE investiga atuação da IBM

O braço executivo da União Europeia anunciou na segunda-feira, 26, uma investigação formal sobre a IBM em uma possível prática anticompetitiva da empresa no mercado de mainframes.

A investigação se baseia nas acusações da T3 Technologies, desenvolvedora de mainframes, e da TurboHercules, fabricante de sistema operacional para mainframes que desenvolve software baseado na tecnologia de código aberto Hercules, da própria IBM.

GRV Solutions adota mainframe IBM
A GRV Solutions, fornecedora de soluções tecnológicas para o mercado financeiro, acaba de adquirir um Mainframe System z10 da IBM.

De acordo com a companhia, que processa as informações sobre financiamento de veículos em todo o Brasil, conectando as instituições financeiras aos Detrans, a nova estrutura possibilitará maior integração e centralização das informações que circulam pelos seus 12 escritórios.
IBM apresenta mainframe zEnterprise System

A IBM apresentou nesta quinta-feira, 22, um novo mainframe (computador central) que, segundo a companhia, é muito mais potente e até 60% mais rápido que os modelos anteriores.

O zEnterprise, que recebeu investimentos de US$ 1,5 bilhão, permitirá a redução da complexidade da gestão dos bancos de dados das empresas, disse a empresa em comunicado.

IBM: mainframe 70% mais barato
A IBM anuncia um novo programa que promete tornar o investimento em uma solução de mainframe mais acessível. A oferta, batizada de System z Solution Edition, inclui pacotes que integram hardware, softwares e serviços.
CA defende o mainframe
A CA enviou à imprensa um relatório que pretende desmentir sete afirmações que a empresa chama de “mitos” a respeito do mainframe.

Para a CA, não é verdadeiro afirmar que o mainframe é:
Energeticamente ineficiente
Operado por profissionais mais velhos
Uma relíquia do passado
Caro
Monopólio da IBM
Só roda aplicações legado
Não opera bem com o ambiente distribuído
Procempa: R$ 5 milhões em novo mainframe
A Procempa está em processo de instalação de um novo mainframe da IBM.

A companhia adquiriu, por cerca de R$ 5 milhões, um pacote com solução de hardware, software, treinamento, migração de dados e suporte que lhe permitirá migrar sistemas que hoje atuam sobre uma plataforma com mais de 12 desatualizações acumuladas.

IBM celebra mainframe no Twitter
A IBM comemora nesta terça-feira, 07, o aniversário de 45 anos do Mainframe. Para celebrar, a empresa manterá, durante o mês de abril, uma conta no Twitter @45anosmainframe.