A telemetria deverá ser uma das alavancas do crescimento da Inteltex, de Novo Hamburgo, em 2010. A empresa, que projeta dobrar o faturamento em relação a 2009, avalia que 40% dos negócios deverão vir deste setor, no qual atua com um sistema de hardware e software embarcado da porto-alegrense MZM Techno.

O mais recente contrato na área foi fechado com a Cooperativa de Energia Certaja, de Taquari-RS, que adotou 30 equipamentos dotados do Sistema de Telemetria Veicular da MZM.

“O aspecto modular do sistema, que permite o investimento mais adequado para cada modelo de operação dentro de uma mesma frota, foi decisivo para o fechamento do negócio”, conta Maurício Pelisson, diretor da Inteltex.

Segundo ele, a Certaja é a segunda companhia de seu segmento a adquirir o sistema - a outra é a Coprel, de Ibirubá, que usa a telemetria para gestão de sua frota.

Além disso, clientes de outros setores aderiram à solução, como é o caso da Cereais Werlang, também de Ibirubá.

“A necessidade de redução de custos, segurança e otimizar os recursos são os principais objetivos da implementação da telemetria veicular”, comenta Pelisson.

A ferramenta da MZM permite controlar a velocidade dos veículos da frota de uma empresa, segundo parâmetros pré-estabelecidos; além de monitorar as rotas, evitando desvios que possam acarretar desperdícios logísticos, entre outros recursos.

Além de atuar como distribuidora e implementadora dos produtos da parceira, a Inteltex também oferece serviços de consultoria organizacional, desenvolvimento de software e hardware, consultoria e implantação de sistemas de gestão da qualidade (ISO 9001:2000), gestão de frotas, desenvolvimento de placas eletrônicas e de projetos de automação de equipamentos.

Entre os produtos do portfólio da companhia hamburguense estão tags e leitores RFID, placas eletrônicas, equipamentos de biometria e ponto eletrônico, entre outros.

Em todos os segmentos de atuação, a Inteltex atende a uma carteira de 15 clientes, número que a empresa projeta aumentar em 60% este ano.