O Kinect poderá substituir o mouse, informa Alex Kipman, brasileiro criador da ferramenta na Microsoft, durante entrevista ao site Exame.com.

O aparelho desenvolvido por Kipman é um conjunto de software e hardware que atua como pincéis e uma palheta de tintas e teve como foco inicial a indústria de jogos.

“Dá para fazer coisas inimagináveis com o Kinect”, comenta.

Durante a entrevista, o desenvolvedor anuncia que o sistema já é capaz de rastrear os dedos dos usuários, mas explica que o objetivo ainda não é colocar o corpo no comando.

“O Kinect é muito mais do que um dispositivo para usar o corpo como controle. A proposta é fazer com que a tecnologia entenda os humanos. Quero que os sistemas fiquem mais naturais. Eles deverão entender quem são as pessoas, além de captar movimentos e vozes. Quero que parem de usar o mouse”, conclui Alex Kipman.

A entrevista pode ser conferida na íntegra pelo link abaixo.