Todas as apostas são no Android

Tamanho da fonte: -A+A

Os tablets que utilizam sistema operacional Android devem ultrapassar as vendas do iPad, da Apple, em 2016, segundo uma pesquisa da consultoria IDC.

De acordo com o estudo, no último trimestre de 2011 o tablet da Apple foi responsável por 54,7% das vendas, enquanto os Android ficaram com 44,6%.

Com o novo iPad também deve haver um aumento no consumo de tablets, passando de 87,7 milhões para 106 milhões de unidades em 2012. Entretanto, outros modelos de menor custo e acessibilidade vão impulsionar esse mercado, podendo até desbancar a Apple.

No total, a fatia dos tablets Android chegou a 44,6%, enquanto a Apple ficou com folga em primeiro lugar, com 54,7%, crescimento de 110% em relação ao ano anterior. Segundo especialistas, isso ainda não fecha as portas para as demais fabricantes, que, conforme o IDC, cresceram 155% em seis meses.

Apesar de estar disponível apenas no mercado norte-americano, o Kindle Fire, da Amazon, por exemplo, foi o tablet Android mais vendido no final do ano passado, atingindo 4,7 milhões de unidades.

Mesmo com diversos modelos, a Samsung ficou em segundo lugar entre os dispositivos Android, com 5,8% da parcela de mercado. Já as demais fabricantes viram suas vendas despencarem. O PlayBook da RIM teve uma queda de 0,4% em relação ao ano anterior, atingindo somente 0,7% do total.

E o mercado de e-readers ainda não sucumbiu aos tablets. No quarto trimestre de 2011, foram vendidas 10,7 milhões de unidades.

As vendas de tablets com Android devem assumir um total de 100,8 milhões de unidades até 2016.