Martin Foster, diretor geral da Hardlink

Tamanho da fonte: -A+A

A Hardlink iniciou um programa de canais para chegar a pelo menos 20 representantes no Sul ainda em 2010 e em torno de 150 em todo o país no ano que vem.

O plano é uma aposta da companhia para fomentar a área que atualmente mais contribui para engordar o faturamento: com meta de crescer 40% em 2010, a empresa projeta receita direta em torno de R$ 7 milhões e perto de R$ 20 milhões por meio da rede de parceiros, composta hoje por distribuidores, fabricantes e revendas.

"Nosso crescimento anual médio tem sido de 40%, mas, com o novo plano de canais, o objetivo para 2011 é crescer 100%", ressalta Martin Donald Lawson Foster, diretor geral da Hardlink.

A companhia, que tem unidades em Porto Alegre, Passo Fundo, Caxias do Sul e São Paulo, não tem o que reclamar do ano corrente: da carteira de clientes, mais de 12 mil contas mantiveram-se ativas em 2010.

"Até o início de dezembro, foram 2,4 mil negócios", comenta Foster.

Força com Dell
Um dos aceleradores da expansão foi a venda de equipamentos Dell, parceiro junto ao qual a Hardlink se certificou como Enterprise Architecture, nível mais alto de parceria, em novembro de 2009.

E a parceria com a fabricante norte-americana será o mote principal dos novos canais, que atuarão usando a bandeira Hardlink.

Também haverá a oferta de outros produtos e serviços do portfólio da companhia gaúcha, mas o foco em Dell tem motivo, e dos bons: conforme Foster, a expectativa é que a linha Dell responda por cerca de R$ 10 milhões dos negócios realizados em 2010.

Ganha-ganha
Os novos representantes contarão com retaguarda de técnicos, equipe de pré-vendas e comercial da Hardlink.

"Há ganho para os dois lados: o representante ganha uma estrutura profissional qualificada, nós ampliamos nossa abrangência e o cliente terá atendimento local com capacitação", comemora Claudio Freitas, coordenador do plano de representantes da companhia gaúcha.

Conforme o executivo, a empresa vai disponibilizar sua carteira de clientes aos novos canais, mas é imprescindível que estes detenham também carteira própria, além de conhecimento no mercado de equipamentos Dell, ERP e serviços agregados.

"Os interessados em fazer parte da nossa rede podem entrar em contato pelo e-mail  canais@hardlink.com.br", detalha Freitas.

Descontos
Os novos canais, segundo Foster, também contam com um diferencial de preço praticado pela companhia - é possível, de acordo com o diretor, chegar a valores com descontos de até 80% em relação aos fabricantes.

O executivo explica que a emrpesa trabalha com equipamentos novos e descontinuados, através de venda direta, importações específicas, ou compra de partes e peças. Assim, assume papéis diversificados que, dependendo da ocasião, permitem trabalhar maiores ou menores descontos.

"As vantagens de preços que ofertamos estão vinculadas aos diversos relacionamentos que temos com fabricantes, que podem nos enxergar como brocker internacional, vendendo produtos por preços do mercado externo; parceiro, oferecendo preço de mercado; ou comprador de equipamentos de leasing, que as financeiras nos oferecem em caso de itens que retornam do leasing operacional", ressalta Foster.

Contratações à vista
Além da epansão da rede de canais e do faturamento, a Hardlink também projeta ampliar, em breve, sua equipe.

Hoje, a companhia emprega em torno de 30 pessoas, mas no ano que vem o plano é contratar no mínimo mais 20.