A HP será autuada pelo Procon de São Paulo pelo atraso de seis meses no anúncio de recall mundial de baterias aos consumidores brasileiros.

Segundo o jornal Valor Econômico, os equipamentos podem superaquecer, gerando riscos de queimaduras e incêndios.

O chamado  foi anunciado pela HP Brasil no dia 26 de novembro. Conforme o Procon, o anúncio mundial ocorreu em 19 de maio.

“Em função do lapso temporal entre o anúncio efetuado no exterior e o efetuado no Brasil a Fundação Procon-SP autuará a empresa”, informou o Procon-SP, em comunicado, acrescentando que a empresa responderá a processo administrativo e pode ser multada em um valor que vai de R$ 212,82 a R$ 3,19 milhões.

O recall envolve baterias de notebooks HP/Compaq vendidos entre agosto de 2007 e março de 2008, que podem superaquecer, provocando riscos de incêndio e queimaduras.

A fabricante recomenda que o proprietário remova a bateria imediatamente e use o computador conectado diretamente à rede de energia elétrica.

As baterias que podem apresentar superaquecimento estão presentes nos modelos HP Pavillion dv2000, dv2500, dv2700, dv6000 e dv6500; Compaq Presario a900, c700, f700, v3500, v3700, v6000, v6500 e v6700; HP G6000 e G7000 e HP Compaq 6720s.

O cliente da fabricante pode obter mais informações sobre o recall pelos telefones (11) 4004.7751 ou (11) 3613.4047 e para as demais localidades 0800.709.7751.

A empresa orienta que o consumidor digite “5” para Programas Especiais e, posteriormente, o código “709” para direcionamento.

Mais informações sobre os produtos com defeito podem ser obtidos no site do Proncon-RS, presentes nos links relacionados abaixo.