Baguete
InícioNotícias> BR Mobile: R$ 1 mi e escritório no Sul

Tamanho da fonte:-A+A

ALUGA-SE

BR Mobile: R$ 1 mi e escritório no Sul

Guilherme Neves
// sexta, 16/03/2012 13:56

Guto Ramos e Rony Breuel, respectivamente de 24 e 25 anos, vivem do iPad.

Guto Ramos e Rony Breuel têm planos para o Sul


A dupla fundou, em abril do ano passado, a BR Mobile, uma empresa que aluga iPads – e outros tablets. Com clientes como TIM, Nestlé, Rede Globo e Magazine Luiza na carteira, eles devem chegar a R$ 1 milhão de faturamento no primeiro ano de negócios.

Os planos do negócio, que iniciou numa pousada em Campos do Jordão (SP), com os iPads próprios da dupla, passam pelo Sul. Ainda em 2012, um escritório será aberto numa das capitais da região.

Na região, a empresa já tem clientes como a gaúcha Tramontina e a paranaense Bela Agrícola. A Nike também contratou os tablets da BR Mobile para um evento no sul, o carro chefe da empresa.

“Hoje, 80% do nosso faturamento vem de alugueis de máquinas para eventos. E sabemos que há grandes eventos no sul, por isso queremos ter uma representação forte aí”, conta Ramos.

Entram na lista de negócios em potencial o Planeta Atlântida (que recebeu 50 mil pessoas nesse ano), o Festival de Cinema de Gramado e outros festivais e feiras, como a Expointer – que no ano passado reuniu 456 mil pessoas em Esteio, na Grande Porto Alegre, e cerca de 400 expositores em 2011.

De olho nos expositores e no público, a BR Mobile tem 200 iPads, que podem ser alugados por dia, mês, semestre ou ano, com preços menores conforme o período.

Além dos portfólio de aparelhos – que inclui computadores, iPhones, iPods e Samsung Galaxy – a BR Mobile oferece aplicativos personalizados aos clientes.

Entre os programas desenvolvidos pela empresa, estão cardápios e catálogos digitais, apresentação institucional de empresas, listas de convidados, pesquisas de mercado e cadastros de clientes.

A customização tecnológica também inclui advergames.

“Temos desenvolvimento em São Paulo, e estamos cada vez mais focados nessa área. Não queremos ser uma fábrica de software, mas oferecemos esse serviço como diferencial”, explica Ramos.

Hoje, todo o desenvolvimento é feito em São Paulo. Mesmo com um escritório no Sul, a equipe de desenvolvedores segue no Sudeste. A empresa também trabalha atualmente numa solução tecnológica de unificação de plataformas que facilite a personalização dos apps.

Estudo da consultoria comScore mostra que os tablets já representam 40% do tráfego de internet no Brasil originário de aparelhos conectados que não sejam computadores tradicionais.

Trata-se do maior porcentual entre os dez países monitorados na América Latina.

No ano passado, foram vendidos 500 mil tablets no Brasil, número que deve dobrar em 2012 diante dos incentivos fiscais prometidos pelo governo federal.