A fabricante brasileira de computadores Itautec obteve no final da semana passada a aprovação de um tablet próprio no  Processo Produtivo Básico (PPB).

Obtida junto ao ministério de Ciência e Tecnologia, a autorização enquadra o aparelho nos benefícios fiscais às empresas que usarem determinada parcela de componentes nacionais em seus produtos.

Segundo a Itautec, a empresa “está com tudo pronto para fabricar seu modelo, que será produzido em sua fábrica de Jundiaí (SP)”.

O equipamento deve ser lançado até o final deste ano.

Além da Itautec, outras empresas brasileiras, como Positivo (Paraná) e Aoix (Santa Catarina), já iniciaram a produção de tablets no Brasil. Além delas, a mineira MXT também tem o seu tablet desenvolvido em território nacional.