Tamanho da fonte: -A+A

Dados da consultoria Gartner indicam que a receita mundial com semicondutores cresceu 30,9% em 2010, chegando a US$ 299,4 bilhões – avanço de US$ 70,7 bilhões sobre o ano anterior.

Segundo a consultoria, apesar do incremento, o maior anual em dólares, o resultado está ligeiramente abaixo da marca que poderia ter sido alcançada no ano passado, projetada em US$ 300 bilhões pela própria Gartner.

Os 25 principais fornecedores de semicondutores concentraram 69,1% da receita da indústria em 2010, sendo que os fabricantes de memórias registraram o crescimento mais expressivo no ano.

“A recuperação da indústria deveu-se à combinação da demanda reprimida, que havia sido criada na sequência da recessão econômica mundial”, disse o analista-chefe do Gartner Peter Middleton.

No ranking de fabricantes, a Intel manteve a primeira posição, com 14% de participação - abaixo dos 14,6% registrados em 2009 – e receita no setor de US$ 41,98 bilhões, um avanço de 25,6%.

A Samsung Electronics é a segunda, com 9,4% do mercado. A receita da Toshiba, terceira colocada no segmento com 4,1% de participação, cresceu 28,7% em relação a 2009 para US$ 12,36 bilhões no ano passado.