A Simpress obteve receita de R$ 175 milhões no primeiro semestre de 2011, crescimento de 10% sobre o mesmo período do ano passado.

A alta foi incrementada pela área de serviços, que cresceu 18%, adicionando clientes como O Boticário, Electrolux do Brasil, Nextel, Toyota e Nike, entre outros.

Conforme Vittorio Danesi, presidente da companhia, a meta é ampliar o segmento de serviços e, com isso, alcançar um crescimento geral médio de 18% até o fim deste ano.
 
“O modelo de serviços terceirizados torna-se uma tendência para redução de custos operacionais nas empresas, no cenário econômico atual”, afirma o executivo.

O portfólio de serviços da Simpress traz terceirização de impressão, além do recém lançado GED (gestão eletrônica de documentos) para departamentos específicos de empresas.
 
“Ao longo do ano de 2011, vamos investir ainda mais nesta área”, afirma Danesi.

Segundo ele, serão mais de R$ 60 milhões destinados a ativos e sistemas para prestação dos serviços e modernização dos sistemas de gestão, com adoção de um NOC específico para ampliar o controle sobre todas as áreas e projetos internos da companhia.

A empresa também estuda o desenvolvimento de novos negócios, com foco especialmente em cloud computing e impressão mobile, entre outros.