A Intel divulgou nesta quarta-feira, 20, que fechou o primeiro trimestre deste ano com lucro líquido de US$ 3,2 bilhões, o que representa alta de 29% ano/ano, em comparação GAAP.

No trimestre, a receita da companhia ficou em US$ 12,8 bilhões, crescimento de 25%, enquanto o lucro operacional foi de US$ 4,2 bilhões, alta anual de 21%.

“A receita do primeiro trimestre foi um recorde histórico, graças ao crescimento anual de dois dígitos da receita em todos os principais segmentos de produto em todas as regiões”, declarou Paul Otellini, presidente e CEO da Intel.

Segundo ele, os resultados posicionam a empresa para alcançar um crescimento anual de receita superior a 20% este ano.

No trimestre, a Intel aplicou US$ 3,7 bilhões em P&D, fusões e aquisições.

Foram concluídas, por exemplo, as aquisições da Infineon Wireless Solution e da McAfee, que, na combinação, contribuíram com receita de US$ 496 milhões.

Além disso, a companhia usou US$ 4 bilhões para recomprar 189 milhões em ações ao portador.

Para o próximo trimestre, as perspectivas da Intel não incluem o impacto potencial de quaisquer fusões, aquisições, alienações ou outras combinações de negócios que possam ser concluídas após o dia 19 de abril, informa Otelini.

A fabricante de chips prevê obter, no 2T11, receita de US$ 12,8 bilhões, com variação de US$ 500 milhões para mais ou menos; e investir aproximadamente US$ 3,9 bilhões em pesquisa, desenvolvimento e novas aquisições.

Já para o ano de 2011, os resultados GAAP esperados são de um percentual de margem bruta de 63%, mais ou menos dois pontos percentuais.

A projeção de receita e lucro para o ano não foi divulgada.

Os resultados completos da companhia no trimestre, bem como projeções para o próximo quarter e para o ano de 2011, podem ser conferidos pelo link abaixo.