Prejuízo da Sony pode chegar a US$ 3,2 bilhões

Prejuízo de US$ 3,2 bilhões no ano fiscal encerrado em 31 de março é a previsão da Sony.

O prejuízo líquido, se confirmado com o anúncio oficial do resultado na próxima quinta-feira, 26, será o maior já sofrido pela Sony desde 1995, e o segundo maior já registrado pela companhia.

Segundo a empresa, a baixa contábil sobre créditos fiscais é a principal responsável pelas perdas da fabricante. Somam-se a isso o terremoto no Japão, onde a companhia tem fabricação, e os ataques à sua rede PlayStation Network que expôs mais de 100 milhões de contas de usuários.

Para analistas, os dramáticos eventos desse ano, no entanto, não podem levar toda a culpa pelo desempenho da empresa.

“Tenho sido cético sobre a Sony há tempos. A Sony foi superada pela Apple e outras empresas”, disse Yuuki Sakurai, CEO da Fukoku Capital Management, em Tóquio, à agência Reuters.

A nova previsão de resultado da Sony, de prejuízo líquido de US$ 3,2 bilhões, contrasta com a estimativa anterior de lucro de US$ 855,7 milhões.