Com market share de 13,5% no segundo trimestre, a Positivo Informática volta a reclamar a liderança em vendas de computadores no mercado brasileiro.

Segundo a empresa, sua participação é 28,6% e 74,2% a mais em unidades do que a segunda e terceira colocadas, respectivamente, citando dados da consultoria IDC.

Líder em vendas de computadores no Brasil há alguns anos, a empresa teria perdido a frente no 1T11.

O próprio presidente mundial da HP, em passagem pelo Brasil no mês de maio, deu a notícia: “Já éramos (maiores) em faturamento. No primeiro trimestre deste ano, a (consultoria) IDC vai mostrar que somos os primeiros em unidades também. Não demorou tanto tempo quanto imaginávamos.”

De volta ao topo
A participação em notebooks da Positivo atingiu 12,4%, crescimentos de 1,1 p.p. e 2,2 p.p. em relação ao segundo trimestre de 2010 (2T10) e ao primeiro trimestre de 2011 (1T11), respectivamente.

Em desktops, a companhia registrou market share de 14,6%, superior à soma do segundo e terceiro colocados. O mix de produtos da Positivo Informática no segundo trimestre foi 52,6% de desktops e 47,4% de notebooks.

A empresa atribui desempenho aos esforços na aproximação e conhecimento do consumidor final por meio do varejo, mesmo com o acirrado ambiente competitivo que caracteriza o segmento, e seu empenho no atendimento aos mercados corporativo e de governo.

De abril a junho, foram comercializados no Brasil mais de 3,8 milhões de computadores.

A estimativa de crescimento de vendas para este ano foi ampliada recentemente pela IDC de 11,8% para 15,7% na comparação com o ano passado, com expectativa de que sejam vendidas 15,9 milhões de máquinas até o fim de 2011.

No mercado oficial, que desconsidera o mercado cinza, registrou market share de 17,4%, aumento de 3,0 p.p. no 2T11 em relação ao 1T11. A participação em desktops foi de 25,3% e a de notebooks de 12,9%.