O lucro líquido da Apple no último trimestre de 2011 ficou em US$ 13,06 bilhões, ou US$ 13,87 por ação.

Já a receita subiu 73% ano/ano, chegando a US$ 46,33 bilhões.

No período, a companhia vendeu 37,04 milhões de iPhones, 15,43 milhões de iPads, 15,4 milhões de iPods e 5,2 milhões de computadores Mac.

Com a divulgação do balanço, na terça-feira, 24, as ações da empresa subiram 8%, para cerca de US$ 452 dólares cada, e fecharam o dia em US$ 420,41 por papel na Nasdaq.

Com isso, a Apple retomou a posição de empresa mais valiosa da bolsa de  Nova Iorque, avaliada em cerca de US$ 418 bilhões.

Superando expectativas

Em muito, a confiança - e os papéis - subiram porque os valores apresentados no relatório da Apple superaram as expectativas dos próprios analistas da bolsa, que estimavam receita em torno de US$ 38,91 bilhões e lucro não maior que US$ 10,16 por ação.

Não é mais Natal...

Para o próximo trimestre, a projeção da Apple é fechar com receita de US$ 32,5 bilhões e lucro em torno de US$ 8,50 por ação.

Os valores são um tanto mais baixos do que os apresentados no 4T11, o que se explica pelo aquecimento das vendas, no trimestre passado, em função do Natal e festas de fim de ano.