Um relatório encomendado pela Blue Coat Systems à Broadband-Testing, consultoria independente de testes de produtos para banda larga e infraestrutura de rede, comparou o desempenho dos appliances para otimização de redes WAN Mach5, da Blue Coat, com os Steelhead, da Riverbed.

Na nuvem
Conforme a avaliação, para aplicativos baseados em nuvem o appliance Mach5 600, da Blue Coat, apresenta tempo de resposta 93 vezes mais rápido que o Riverbed Steelhead 1050 no acesso a documentos da aplicação Salesforce.com (SFDC).

"O relatório revela vantagem do appliances Mach5 em aplicações na web, nuvem e gerenciamento e otimização de streaming de vídeo”, afirma Steve Daheb, diretor de Marketing e VP da Blue Coat.

Segundo o executivo, no teste realizado pela consultoria o appliance da Riverbed não acelerou a aplicação em nuvem pública, uma vez que isso exigiria a implementação simétrica de dois appliances - um no escritório do usuário e outro na nuvem.

“Como na nuvem pública os provedores de serviços normalmente não permitem que os usuários instalem seus próprios appliances de otimização de redes WAN na infraestrutura de cloud computing, não é possível implementar a otimização de WAN de modo tradicional”, explica ele.

Para solucionar este problema, Daheb cita a Blue Coat CloudCaching Engine, que permite acelerar os conteúdos e aplicações baseados na nuvem de forma assimétrica, usando um único appliance instalado no escritório do usuário.

Em um dos testes, segundo o VP, foram necessários 53 segundos para acessar e abrir um documento SFDC com o Steelhead da Riverbed.

Já com o Mach5, a mesma tarefa foi realizada em um segundo.
 
Ainda conforme o relatório da consultoria, nas aplicações internas baseadas na web o appliance Blue Coat foi 10 vezes mais rápido que o da concorrente.

A análise aponta que muitas das aplicações de data center das empresas que estão hoje na web são acessadas por uma interface de usuário HTML, que leva a um servidor web com transporte HTTP baseado em SSL.

“Uma vez que o design do appliance MACH5 para otimização de redes WAN deriva de tecnologia desenvolvida para a aceleração de aplicações web, tem uma vantagem considerável em relação às soluções da concorrência quando se trata de avaliar o desempenho nestes ambientes”, destaca o estudo.

Ainda conforme o relatório, em testes com o Microsoft SharePoint hospedado internamente na empresa, o MACH5 da Blue Coat mostrou-se até dez vezes mais rápido do que o appliance Riverbed Steelhead 1050.

Streaming
A avaliação também passou por aplicações como streaming de vídeo ao vivo e sob demanda.

Nestas aplicações, a avaliação aponta a solução da Blue Coat como “superior” em desempenho e em evitar sobrecarregadas que impeçam o fluxo de outras aplicações críticas na WAN.

Em um teste realizado pela consultoria com 20 usuários acessando vídeos sob demanda simultaneamente em sistema Microsoft Windows Media Server, 100% da largura de banda disponível na rede foi consumida com a utilização do appliance Riverbed.

Com o appliance Blue Coat, 500 usuários simultâneos consumiram inicialmente 30% a 35% da largura de banda da rede WAN. Depois, o consumo caiu para menos de 5%, afirma o estudo.

Equivalência
Entretanto, na otimização de aplicações tradicionais, como acesso e-mail e arquivos, os dois appliances se equivalem, indica o relatório.

O estudo também fornece os resultados de testes comparando o desempenho dos appliances Blue Coat e Riverbed quando utilizados para tarefas tradicionais de otimização de WAN, como acesso a arquivos e e-mails utilizando os protocolos CIFS e MAPI.

De acordo com a Broadband-Testing, “houve basicamente um empate entre os resultados de desempenho dos dois appliances. Nesses testes, os equipamentos dos dois fornecedores mostraram desempenhos muito próximos, sem diferenças significativas”.

Análise na íntegra
A íntegra do relatório da Broadband-Testing pode ser conferido pelo link abaixo.