A Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP) deverá entregar 95 iPads aos alunos matriculados no segundo semestre de 2011.

Com a iniciativa, a pequena faculdade, com 574 de alunos matriculados na graduação em 2010, se alinha à tendência do uso dos dispositivos móveis na educação superior.

No início do ano, a Universidade Estácio anunciou a distribuição de 200 mil tablets aos seus alunos de cursos como o direito em campi do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Além disso, medidas recentes de incentivo do governo para desonerar os portáteis devem facilitar a aquisição, já que espera-se uma redução de cerca de 30% no preço final dos produtos.

Alívio na mochila
O objetivo da FMP é facilitar a vida dos estudantes, entregando os conteúdos mais importantes do curso no tablet, aliviando a carga de volumes de legislação – um volume encadernado do código de processo penal, comentado, tem mais de mil páginas, pesando cerca de um quilo.

Um iPad pesa 613 gramas.

Para retirarem seus tablets a partir do dia 31 de agosto, os 50 alunos do noturno e os 45 do diurno deverão estar matriculados em 20 créditos – que somam mensalidade de R$ 1.097,80.

Além disso, é necessário ter 75% de frequência nas aulas em que se está matriculado para manter o aparelho, e pagar as mensalidades.

O modelo oferecido pela instituição será o iPad de 32 GB, com acesso Wi-Fi (sem 3G).

No site da Apple, que atualmente anuncia os modelos da segunda geração do tablet, o iPad 2 com 32 GB custa R$ 1.649, e está disponível nas cores branca e preta.

As regras da promoção dizem que o aparelho iPad conterá material destinado à educação jurídica – como textos da legislação constitucional e infraconstitucional, bem como resenhas e artigos jurídicos – detalhes como a forma como o conteúdo será disponibilizado (se em e-book ou app) não foram dados.

Hoje, os iPads já são usados no Colégio Israelita, em Porto Alegre, para aulas com alunos das primeiras séries. A ideia é ampliar o uso dos aparelhos para os matriculados.

A diferença é que no Israelita os alunos não ficam com os aparelhos. Antes, os iPads são utilizados para atividades em sala de aula, no que a o colégio chama de laboratório de informática itinerante.

FMP foca na carreira pública
Sediada no centro de Porto Alegre, a FMP foca na cerreira pública para advogados – esse foi o motivo principal para 67% dos matriculados no primeiro semestre do ano passado querem ingressar na instituição.

Em 2010, a faculdade teve 574 alunos matriculados nos dois semestres.

No ano passado, a instituição encerrou os períodos letivos com 36 professores e 46 funcionários do quadro técnico-administrativo, entre estagiários e empregados.

As inscrições para o vestibular da FMP vão até o dia 02 de junho, com taxa de R$ 40. Mais informações podem ser obtidas no site da instituição, nos links relacionados abaixo.