A EMC fechou o primeiro trimestre de 2011 com receita consolidada de US$ 4,6 bilhões, aumento de 18% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

O lucro líquido GAAP ficou em US$ 477,1 milhões, 28% de alta ano sobre ano, enquanto o valor diluído por ação GAAP fechou o trimestre em US$ 0,21, expansão de 24%.

Também no trimestre, a EMC registrou fluxo de caixa operacional de US$ 1,1 bilhão e fluxo de caixa livre de US$ 857,3 milhões, encerrando o período com US$ 9,5 bilhões em caixa e investimentos.

Segundo Joe Tucci, chairman e CEO da companhia, produtos e serviços de infraestrutura da informação e virtualização lideraram o crescimento da empresa no trimestre.

“Nosso ecossistema de parceiros nos posiciona muito bem na interseção de duas das mais fortes tendências em TI – computação em nuvem e big data”, afirma o executivo.

Para o ano de 2011, a EMC projeta obter receita consolidada de US$ 19,6 bilhões, com resultado operacional GAAP consolidado entre 16,5% a 17,5% das receitas.

Para o lucro líquido GAAP, a meta da empresa é obter, no ano, em torno de US$2,5 bilhões, com ganhos por ação na casa dos US$ 1,09.