O Banrisul está investindo R$ 2,85 milhões em equipamentos de infraestrutura, segundo súmulas de contrato publicadas no Diário Oficial do estado nessa semana.

Segundo a assessoria de imprensa do banco, os equipamentos serão utilizados serão utilizados na renovação de aparelhos da rede de agências do Banrisul.

Foram dois contratos, assinados após disputa por pregão eletrônico.

Vencido pela LTA-RH Informática, de Porto Alegre, o primeiro contrato é para o fornecimento de 343 servidores por R$ 6.107,87 cada, totalizando R$ 2.094.999,41 a maior parte do total de R$ 2,85 milhões.

Competiram no mesmo pregão as empresas Teletex Computadores e Sistemas, Procomp, Safesystem, Repremig e Itautec.

De acordo o edital, os servidores deveriam vir com três os discos, de no mínimo 250 GB cada um. Além disso, o mínimo de memória RAM suportado por servidor era de 16 GB. Chipset com velocidade do barramento com o processador de no mínimo 1333 MHZ completam parte da especificação.

Já o segundo contrato, vencido pela empresa CP Eletrônica, também porto-alegrense, envolve o fornecimento de nobreaks.

Foram contratados um nobreak de 10 KVA por R$ 29.869; um de 15 KVA por R$ 32.150; 11 nobreaks de 5 KVA por R$ 141.295; 13 de 7,5 KVA por R$ 252.200; e 72 de 1,6 KVA por R$ 303.480.

Também entraram na disputa a Logmaster Tecnologia e PhD Sistemas de Energia, ambas desclassificadas, sendo a proposta da PhD quase 26% inferior à vencedora.

Ao final de 2010, contava com 437 agências – 397 no Rio Grande do Sul, 23 em Santa Catarina, 15 em outros estados brasileiros e duas no exterior.