A AMD registrou receita de US$ 1,69 bilhões no terceiro trimestre de 2011, uma alta de 4% em relação ao mesmo período no ano passado.

O lucro líquido foi de US$ 97 milhões.

“A sólida adoção das APUs da AMD estimulou um aumento de 35% na receita sequencial em tecnologias móveis”, afirma Rory Read, presidente e CEO da AMD.

Entre os fatores que colaboraram no resultado positivo, explica a empresa, estão as vendas do setor de computadores.

Os principais fabricantes de notebook, incluindo Acer, Asus, Dell, HP, Lenovo, Samsung e  Toshiba continuaram a aumentar a disponibilidade global de suas plataformas de notebook baseadas no processador AMD A-Series APU.

Além disso, Acer, Asus, HP, Lenovo, MSI, Samsung, Sony e Toshiba introduziram ultraportáteis com melhor desempenho e vida útil da bateria com base na atualização das APUs AMD C e E-Series

Soma-se a isso a participação em mercados emergentes como China e Índia, segundo Read.

No quarto trimestre, AMD espera que a receita aumente em 3%.

A rival Intel, no mesmo período, teve receita recorde de US$ 14,3 bilhões.