O ex-CEO do Google Eric Schmidt admitiu nessa terça-feira, 31, que fez besteira na estratégia da empresa em redes sociais, algo considerado fundamental para os negócios de busca.

“Olhando memorandos que escrevi há quatro anos (quando o Facebook estava começando) eu percebo que sabia que tinha que fazer alguma coisa, mas falhei em agir. Um CEO tem que assumir a responsabilidade. Eu fiz besteira”, disse Schmidt, ao participar no evento All Things Digital.

Há quatro anos, o Facebook tinha 20 milhões de usuários. Hoje, conta com 700 milhões e a liderança no mercado de mídias sociais.

Enquanto isso, o Google soma uma lista de projetos descontinuados na área – como o Buzz, Wave e Lively – e começa a ver o rival ganhar um espaço que, como o ex-CEO reconhece, era para ser seu.

Na avaliação de Schmidt, o Facebook tem nas mãos o primeiro meio de desambiguação de identidade, ao agregar informações que permitam reconhecer uma pessoa e distingui-la de outras, inclusive usuários homônimos.

Historicamente, diz o executivo, não se vê esse tipo de ativo nas mãos de uma só empresa.

“Acho que o mercado iria se beneficiar muito de uma alternativa. Eu sei que o Google iria, pois com os dados das pessoas poderíamos fazer buscas mais precisas”, finalizou.