Com investimento em torno de R$ 1 milhão, acaba de entrar no ar o portal Zarpar.com, voltado a empresas de comércio exterior na área de fretes marítimos.

De uso gratuito, o portal é focado especialmente em pequenos e médios players do setor, que exportam até 500 contêineres por ano.

A solução permite comparar os valores dos fretes negociados pelas empresas da área, o que, segundo Martin Von Simson, diretor do Zarpar.com, pode reduzir o tempo das negociações em até 70%.

“Já a cotação pode registrar queda de até 25% no custo administrativo do lado do embarcador nesta primeira versão da ferramenta”, afirma o executivo.

No primeiro semestre de 2012, segundo ele, uma nova versão será lançada, incluindo ferramentas para interação via EDI, o que promete reduzir ainda mais o trabalho e os custos dos transportadores.

“Através do sistema interativo, o usuário, mediante um cadastro prévio, pode obter as cotações com quantas empresas quiser e depois fazer um comparativo total dos custos”, detalha Simson.

Para usar o software, segundo ele, não preciso baixar ou instalar dados, que já constam na base do portal.

Além disso, cada cotação solicitada é individual e confidencial.

Ainda de acordo com Simson, a meta é gerar, com o portal, mais de 11 mil cotações online de fretes, com base nas consultas do sistema atual de escalas.

“A ferramenta digital é primordial para que o embarcador acesse todos os armadores de cabotagem, transporte internacional, NVOCC e/ou freight forwarders para cotar e comparar o melhor frete disponível para o destino pretendido, seja FCL (Full Container Load) exportação ou importação, LCL (Less Container Load), cabotagem ou carga geral”, detalha o diretor.

O produto, segundo ele, inclui nove mil escalas de navios por mês, 110 mil opções de escalas anuais e mais de 200 portos, além de acesso a todas as cidades e regiões para destinos porta a porta.

“Além disso, o Zarpar.com reduz as chances de erros e de multas por informações incorretas na Receita Federal”, afirma o diretor.

O portal é desenvolvido pela Editora UpDate, empresa responsável pela publicação do Guia Marítimo e realização da Intermodal South America, maior evento de comércio exterior e logística do mundo, segundo Simson.

“São 19 anos de expertise em comércio internacional. O portal de buscas do Guia Marítimo gera mais leads para o setor de transporte marítimo do que o maior portal de busca do mundo - o Google Search -, e quatro vezes mais do que os portais privados de cada companhia”, destaca ele.

A visitação do guia, hoje, soma mais de 11 mil leads por mês, segundo o Google Analytics.