Pouco mais de um em cada dez (13%) das pessoas comprometidas em um relacionamento amoroso tem todas as senhas de internet e redes sociais do parceiro.

É o que aponta uma enquete  online foi aplicada durante três dias do mês de maio, com mais de 450 internautas brasileiros, a pedido da Intel Brasil em função da proximidade do Dia dos Namorados.

Outros 17% admitem que vigiam de muito perto das redes sociais do parceiro, tentando passar desapercebidos.

Apesar do uso para monitorar o relacionamento atual, os respondentes da enquete da Intel não põe as fichas na Internet quando o assunto é encontrar um novo amor.

Mais da metade (54%) não acreditam que a Internet serve para procurar um novo amor. Apenas 8% são ferrenhos defensores da paquera virtual.