Tamanho da fonte: -A+A

A Zynga, empresa de jogos sociais, projeta levantar US$ 925 milhões a partir da sua oferta de ações na bolsa.

O valor é menos do que o planejado anteriormente, cerca de US$ 1 bilhão.

De acordo com a Exame, a meta da produtora de games é vender 100 milhões de ações, 14,3% da empresa, com o preço entre US$ 8,5 e US$ 10 por papel, segundo documentos encaminhados nesta sexta-feira, 02, a autoridades dos Estados Unidos.

Com a estréia na bolsa, a Zynga segue ao início das operações com ações do Groupon e da LinkedIn, que ajudaram a reanimar o mercado de IPOs.

O IPO deve avaliar a companhia de cinco anos de existência como valendo entre US$ 7,7 bilhões e US$ 9,04 bilhões, levando a produtora ao topo da indústria norte-americana de videogames.

Entretanto, a companhia afirma que vale US$ 7,1 bilhões, excluindo opções de ações e baseada em 699 milhões de papeis.

Conforme a Exame, Mark Pincus, empresário que fundou a Zynga, vai deter uma classe de ação 70 vezes mais poderosa em relação ao voto, se comparada com a ação que venderá na oferta pública inicial.

No ano passado, a Zynga fechou com receita de US$ 597,5 milhões, o que representa um crescimento de 392%, em relação aos US$ 121,46 milhões registrados em 2009.