Tamanho da fonte: -A+A

A Portugal Telecom (PT) vendeu sua participação no UOL para uma empresa controlada por João Alvez de Queiroz Filho, acionista principal do grupo Hypermarcas.

Com a venda, o UOL continuará sendo controlado pela Folhapar, integrante do Grupo Folha que já tem 54,87% de participação na empresa de internet.

Segundo a Folha Online, analistas consideram o negócio como uma antecipação à decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre a entrada da PT na operadora Oi. Como a Oi é controladora do iG, provedor de internet concorrente do UOL, a PT teria de escolher com quem ficar para ter sua sociedade com a Oi aprovada.

Os valores da transação não foram divulgados, mas se estima que tenham ficado em torno de R$ 350 milhões.

Folha tentou entar no negócio
O negócio foi fechado na semana passada. Cerca de uma semana antes, o jornal português Diário Económico noticiou que o grupo Folha estava interessado nos 28% da PT no UOL, tendo feito uma oferta de R$ 320 milhões.

Segundo as fontes contatadas pelo Diário Económico, o objetivo do grupo Folha era retirar o UOL da bolsa.

Com a entrada do Hypermarcas, a Folhapar abriu mão de seu direito de preferência na compra da fatia dos portugueses e, com isso, passa a ter um novo sócio.

A Hypermarcas é uma das maiores companhias de bens de consumo, com uma diversificada lista de marcas. Começou com a lã de aço Assolan e hoje acumula Monange, Paixão, Risqué, Benegrip, Apracur, Doril, Lisador, Engov, Gelol, Zero-Cal, Bozzano, Jontex, Olla, Niasi e Cenoura & Bronze.

O UOL é o maior provedor de internet do Brasil e possui ativos de R$ 1,3 bilhão. De janeiro a setembro deste ano, a companhia – que tem ações negociadas na Bovespa – faturou R$ 589 milhões e registrou lucro líquido de R$ 94 milhões.